Flores comestíveis e hortaliças não convencionais em alta na mesa dos brasileiros

Divulgações na TV e internet, usos em restaurantes, cultivos orgânicos e trabalhos de pesquisa e extensão são fatores que contribuem com o aumento do consumo no Brasil

(Belo Horizonte – 14/2/2020) Em muitos países a utilização de flores na culinária já faz parte da cultura gastronômica local. No Brasil, o uso das flores comestíveis vem ganhando cada vez mais espaço graças à cozinha gourmet e a programas de TV especializados em gastronomia. Capuchinha, amor-perfeito, calêndula e até a tradicional rosa são exemplos de flores que podemos comer. Mas, atenção, é preciso ficar atento a algumas regras.

Por sua vez, as hortaliças não convencionais, pertencentes ao grupo das plantas alimentícias não convencionais (PANC), estão aos poucos voltando aos pratos dos brasileiros depois de um tempo “esquecidas” nos cultivos comerciais. Você já ouviu falar de ora-pro-nóbis, serralha, azedinha, chuchu-de-vento, vinagreira e araruta? Graças a plantações em fundos de quintais e a pequenas hortas caseiras, a tradição de plantar essas e outras hortaliças, sobretudo em municípios do interior, está mais viva que nunca.

Continuar lendo

Produção de flores e plantas ornamentais receberá incentivos federais em 2020

EPAMIG pretende buscar aprovação de projetos para difusão de tecnologias em floricultura

(Belo Horizonte – 2/1/2020) A Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) aprovou um projeto de lei que cria a Política Nacional de Incentivo à Cultura de Flores e de Plantas Ornamentais de Qualidade. O Projeto de Lei, de autoria do deputado Evair Vieira de Melo, quer estimular a produção e a comercialização desses produtos no Brasil e no exterior. O texto seguiu para o Plenário.

A nova política terá como diretrizes a sustentabilidade econômica e socioambiental da atividade, bem como o aproveitamento da diversidade cultural, ambiental, de solos e de climas do país. O projeto também pretende se adequar às peculiaridades e diversidades de cada região do Brasil. O texto estabelece que as ações serão articuladas entre os entes públicos federais, estaduais e municipais e o setor privado.

Continuar lendo

EPAMIG publica segunda edição do livro 101 Culturas

Manual de tecnologias agrícolas da EPAMIG foi revisto, atualizado e já está disponível para venda

(Belo Horizonte – 30/9/2019) Doze anos após o sucesso da publicação da primeira edição do livro 101 Culturas, a Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG) publica a segunda edição de um dos manuais agrícolas mais importantes do país. A edição atual foi atualizada para atender as demandas do público e já está disponível para venda no site da empresa. O lançamento será feito no dia 22 de outubro na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Na ocasião, os livros poderão ser adquiridos com desconto.

Clique aqui para adquirir o livro

Continuar lendo

EPAMIG avalia tecnologias para o controle alternativo de pragas em roseiras

joaninha folha 2 (2)
Estudo busca alternativas para reduzir o uso de defensivos nas roseiras – Foto: Lívia Carvalho

(Belo Horizonte, 11/9/2019) A Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais – EPAMIG – realiza estudos para reduzir a aplicação de defensivos químicos no cultivo de roseiras. Os trabalhos conduzidos no Campo Experimental Risoleta Neves, em São João del-Rei, testam o uso de plantas com flores para atrair insetos benéficos. “Já verificamos que o manjericão e o cravo ajudam a reduzir as populações das pragas como pulgão e ácaro. Essas plantas também atraem insetos como as joaninhas, os crisopídeos, os parasitoides, dentre outros, que comem as pragas presentes na área de cultivo”, explica a pesquisadora Lívia Carvalho. Continuar lendo

Pesquisadoras da EPAMIG vão a Colômbia para conhecer tecnologias de produção de flores

Foto 2 - Lívia Mendes de Carvalho
Colômbia lidera a exportação de flores na América Latina – Foto Lívia Mendes

(Belo Horizonte – 3/6/2019) As pesquisadoras do Programa Estadual de Pesquisa em Floricultura da EPAMIG Izabel Santos e Lívia Carvalho apresentaram, no dia 28 de maio, relatos sobre a Missão Técnica à Colômbia, realizada no último mês de abril, para conhecer as técnicas de produção, processamento e comercialização de flores, como rosas, cravos, crisântemos, gipsofila, suculentas, bromélias, dentre outras plantas. Também foram realizadas visitas a laboratórios de criação de insetos e ácaros predadores usados no manejo de pragas naquele país.

Continuar lendo

EPAMIG participa de reunião com Faemg, Senar e Sebrae

Faemg 1

A EPAMIG participou na manhã de sexta-feira, 10 de maio, de uma reunião com representantes da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg), do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae- MG). O objetivo do encontro foi expandir as possibilidades de parcerias entre a empresa e diversas entidades do setor agropecuário. Continuar lendo

Flores agradam também o paladar

(Belo Horizonte 10.01.2019) O cultivo de flores, atividade tradicional na região do Campo das Vertentes, tem papel de peso como atividade econômica para Minas Gerais. Nesse cenário, há cerca de dez anos, as pesquisas da EPAMIG e parceiros buscam técnicas inovadoras de produção, como o controle biológico de pragas e o estabelecimento das condições para o cultivo das flores comestíveis que, embaladas pela tradição gastronômica, despontam na região.

Continuar lendo

EPAMIG participa da 58ª Exposição Estadual de Agropecuária

Na Via Láctea, público acompanha processo de dabricação de queijos e bebidas lácteas

Belo Horizonte (22.05.2018) – A EPAMIG participa da 58º Exposição Estadual de Agropecuária, que acontece entre os dias 22 e 27 de maio, no Parque de Exposições da Gameleira, em Belo Horizonte. Uma das atrações do evento é a miniusina “Via Láctea”. O projeto itinerante, coordenado pela EPAMIG – Instituto de Laticínios Cândido Tostes, mostra a produção de derivados do leite, que são servidos aos visitantes. Continuar lendo

Propagação de mudas torna acessível comércio de orquídea

(Uberaba 07.12.2017) Avanços em biotecnologia possibilitaram o desenvolvimento de mudas de qualidade de orquídeas em menos tempo, na região do Triângulo Mineiro. A raridade e a dificuldade de obter mudas e fazer a propagação de orquídea, por exemplo, eram os principais fatores do alto custo desta planta. Coma multiplicação e germinação in vitro o problema foi amenizado.
Continuar lendo

NEA EPAMIG coordena visitas a sistemas de cultivo orgânicos e agroecológicos

IMG_9521

(Belo Horizonte- 5/12/2017) Integrantes do Núcleo de Estudos em Agroecologia da EPAMIG realizaram no mês de novembro visitas a propriedades que adotam sistemas de cultivo agroecológico e orgânico no Sul de Minas e na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Continuar lendo