EPAMIG desenvolve tecnologias pós-colheita para plantas medicinais de interesse do SUS

Projeto foi desenvolvido com seis espécies: guaco, pimenta-rosa, alfavaca, alecrim-pimenta, hortelã rasteira e erva-baleeira

(Belo Horizonte – 17/6/2020) A Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG) realiza estudos sobre cultivo, colheita e pós-colheita de plantas medicinais de interesse do Sistema Único de Saúde (SUS) desde 2010. No último mês de maio, mais um projeto foi concluído por uma equipe composta por pesquisadores da empresa e de outras instituições. O projeto, alinhado com políticas governamentais, teve como objetivo identificar tecnologias para o cultivo e a pós-colheita de seis espécies: guaco, pimenta-rosa, alfavaca, alecrim-pimenta, hortelã e erva-baleeira.

Continuar lendo

Pesquisadora da EPAMIG ensina como fazer queijo Minas frescal em casa

Saiba como fazer um queijo delicado de sabor suave. Para uma unidade pequena, são necessários dois litros de leite pasteurizado

(Belo Horizonte – 10/6/2020) O queijo Minas frescal é um dos queijos mais consumidos no país. De origem brasileira e fabricado com leite de vaca, o frescal é delicado, de consistência mole, bastante úmido e com olhaduras irregulares. De sabor suave, é muito consumido com café, em pães e com doces. Se você nunca comeu um “Romeu e Julieta” feito de queijo Minas frescal e goiabada, saiba que está perdendo uma ótima oportunidade de conhecer um legítimo sabor mineiro.

Continuar lendo

Exportações do agronegócio mineiro crescem no período de janeiro a maio

Puxado pelo desempenho recorde registrado em maio, valor alcança US$ 3,45 bilhões. Agronegócio contribui com mais da metade do saldo da balança comercial mineira

(Belo Horizonte – 10/6/2020) As exportações do agronegócio mineiro totalizaram US$ 3,45 bilhões, no acumulado de janeiro a maio deste ano, com crescimento de 6,3% em relação ao mesmo período do ano passado. O setor também registrou crescimento de 24,0% no volume exportado, que totalizou 4,8 milhões de toneladas. O agronegócio respondeu por 33,6% das exportações totais do estado, nos primeiros cinco meses.

Continuar lendo

Setor de floricultura aposta nas vendas para o Dia dos Namorados

Ainda com dificuldade para escoar a produção e sem previsão para a retomada dos eventos, produtores, distribuidores e demais profissionais do setor buscam alternativas criativas para impulsionar os negócios 

(Belo Horizonte – 10/6/2020) Minas Gerais é o segundo maior produtor de flores do país e 90% da produção voltada especialmente para o corte eram destinadas aos eventos. Com a suspensão dos casamentos, formaturas, aniversários e congressos, o setor foi um dos primeiros a sentir os impactos da pandemia de Covid-19. 

Como forma de amenizar os prejuízos que vêm sendo acumulados pelo setor, o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) e suas vinculadas, Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) e Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), lançou uma campanha no último mês para incentivar a população a presentear as mães com flores. O resultado foi positivo e para o Dia dos Namorados a secretária da pasta, Ana Maria Valentini, mantém a sugestão. 

Continuar lendo

EPAMIG recebe computadores e veículos de emenda federal

Recurso de emenda parlamentar encabeçada pelo deputado federal, Subtenente Gonzaga, possibilitou aquisição de 22 computadores e dois veículos 

(Belo Horizonte – 8/6/2020) Na última sexta-feira (5) a Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG) recebeu 22 computadores e dois automóveis. A entrega foi feita na Sede da empresa, em Belo Horizonte (MG). Os recursos utilizados para a compra vieram de uma parcela de emendas parlamentares do deputado federal, Subtenente Gonzaga.

Continuar lendo

EPAMIG lança cultivares de feijão mungo-verde que agradam mercado externo

Plantio e consumo no Brasil ainda são pequenos, mas alta demanda internacional é estímulo para que o cultivo cresça no país

(Belo Horizonte – 3/6/2020) De origem indiana e muito apreciado em países orientais, o feijão mungo-verde (Vigna radiata) é uma leguminosa rica em proteínas, vitamina B e ferro. Embora pouco conhecido e consumido no Brasil, a produção mundial é de 5,3 milhões de toneladas todos os anos. A Índia, maior mercado consumidor, produz dois milhões de toneladas anuais de feijão mungo-verde. Porém, a quantidade de grãos ainda não é suficiente para abastecer o próprio mercado indiano. O alto valor nutricional, o potencial de consumo e a demanda internacional são estímulos para que o cultivo de feijão mungo-verde cresça cada vez mais no Brasil.

Continuar lendo

Pesquisadores da EPAMIG participam de lives na primeira semana de junho

(Belo Horizonte – 28/5/2020) Em tempos de Covid-19, os eventos virtuais estão cada vez mais frequentes. Na Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG) não é diferente. Na próxima semana, quatro pesquisadores da empresa participarão de lives em diferentes plataformas de mídia. Vale a pena conferir.

Continuar lendo

Minas Gerais deve colher safra recorde de grãos

O crescimento esperado de 7,4% será consequência dos aumentos da produtividade e da área

(Belo Horizonte – 28/5/2020) A estimativa para a safra de grãos 2019/2020 em Minas Gerais se mantém positiva, inclusive com previsão de recorde, de acordo com os dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). São esperados 15,3 milhões de toneladas – a maior safra desde 1976, um crescimento de 7,4% em relação à anterior. A área plantada e o ganho de produtividade também subiram, 2,2% e 5,1%, respectivamente. Entre os produtos que se destacaram estão a primeira safra do feijão (+21,7%), do amendoim (+16,7%), da soja (+15,9%) e das duas safras do milho (+3,6%).

Continuar lendo

EPAMIG estuda viabilidade de cultivo de frutas vermelhas em regiões menos frias de Minas Gerais

Estudos acerca da fenologia das berries têm como objetivo avaliar a produção destas espécies em áreas com pouco ou nenhum frio

(Belo Horizonte – 28/5/2020) O mercado das pequenas frutas vermelhas, também chamadas de berries, cresce cada vez mais no Brasil. Não é difícil encontrar em feiras e supermercados frutas como morango, amora, framboesa, e até mesmo outras menos comuns, como blueberry (mirtilo), gogiberry e fisalis. Além do consumo in natura, com elas é possível fazer sucos, geleias, sorvetes e molhos. As opções são variadas e produtores de Minas Gerais estão vendo essas frutas como oportunidade para incrementar a renda das propriedade agrícolas.

Continuar lendo

Depois de conquistar Estados Unidos e Europa, café mineiro almeja mercado asiático

Item de peso na balança comercial do estado, grão se consolida como uma das apostas promissoras da agricultura

(Belo Horizonte – 24/5/2020) A importância do café para a agricultura mineira não está apenas no fato de o produto ser um dos principais exportados pelo estado para o resto do mundo, atrás apenas do minério de ferro. O grão que chegou ao Brasil há quase três séculos e encontrou, aqui, o ambiente ideal para o cultivo, ocupa hoje nada menos que 1 milhão de hectares plantados em Minas. No Dia Nacional do Café – comemorado em 24 de maio como marca simbólica do início da colheita – celebra-se também a relevância cultural e econômica dessa bebida que é consumida em nove de cada 10 lares brasileiros.

Continuar lendo