1º Shopping Gir Leiteiro da EPAMIG supera expectativa

1º Shopping Gir Leiteiro da EPAMIG comercializou 23 animais de alto valor genético para produtores de diversos municípios de Minas Gerais e São Paulo. Foto: Flávio Xavier

(Uberaba, 08.05.2017) O 1º Shopping Gir Leiteiro da EPAMIG, realizado de 1º a 5 de maio durante a 83ª Expozebu, no Campo Experimental Getúlio Vargas, em Uberaba, foi um sucesso na avaliação dos pesquisadores da área de bovinocultura. No total, foram vendidos 23 animas da raça Gir Leiteiro, sendo 18 fêmeas, com o valor médio de R$5.045 e cinco machos no valor médio de R$ 3.840.

Segundo o gerente do Campo Experimental Getúlio Vargas, Fernando Oliveira Franco, os valores comercializados, foram cerca de 20% superiores ao esperado para a venda das fêmeas e 2% superior para venda dos machos. “Tivemos uma matriz arrematada por R$8.000,00, praticamente 80% a mais que o valor esperado. Superamos nossas expectativas e acreditamos que este será o melhor modelo para comercializar os animais”, comemora.

O Shopping comercializou animais para produtores de diversos municípios de Minas Gerais e de São Paulo. De acordo com Fernando, entre esses animais 15 foram chancelados pelo programa estadual Pró-fêmeas e Pró-genética.  “A EPAMIG disponibilizou material de alta qualidade genética para a cadeia leiteira nacional, concretizando sua missão institucional”, comenta. Ele acrescenta que a venda de animais para o produtor Joaquim José da Costa Noronha, conhecido como “Quincão”, foi uma grata surpresa por ser um dos maiores criadores de Gir Leiteiro do país, proprietário do touro Sanção, um dos melhores em genética no território nacional. Durante a aquisição dos animais, Quincão elogiou a qualidade dos animais da EPAMIG.

O Campo Experimental Getúlio Vargas, modelo na criação de Gir Leiteiro do país, participa do processo de seleção desde 1948 e dos resultados das pesquisas do Programa de Melhoramento Genético do Gir Leiteiro. De acordo com o pesquisador Leonardo de Oliveira Fernandes, além de adquirir os animais, os produtores tiveram acesso às tecnologias da EPAMIG e conheceram o sistema de manejo de gado da Fazenda. “Quando o produtor leva estes animais para suas propriedades a produtividade prevalece e se ele incluir uma alimentação especial aumenta de forma significativa a produção no seu rebanho. Além de melhorar seu rebanho com um excelente material genético, a partir do modelo que conheceu no Campo Experimental, ele terá condições de modificar ou adequar melhor os sistemas de produção na sua propriedades”, ressalta.

Os trabalhos de pesquisa e de melhoramento genético da raça Gir Leiteiro, são conduzidos no Campo Experimental Getúlio Vargas por um corpo técnico da EPAMIG formado pelos pesquisadores Leonardo Fernandes, André Penido de Oliveira, Edilane Aparecida Silva e Reginério Soares de Faria. A pesquisa busca o aprimoramento para a aptidão leiteira em condições de pastagem com a mínima utilização de suplementação concentrada, tornando a atividade leiteira atrativa do ponto de vista econômico.São comuns produções entre 3.600 e 6.100 kg/lactação no rebanho do Campo Experimental Getúlio Vargas. Essas produções são consideradas excepcionais, principalmente, quando são obtidas em condições de pastagem com baixa utilização de concentrado, viabilizando a pecuária leiteira para as regiões tropicais.O rebanho da EPAMIG também tem sido selecionado em características como fertilidade e docilidade.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s